REGULAMENTO

FEDERAÇÃO CATARINENSE DE FUTEBOL- FCF

LIGA ESPORTIVA OESTE CATARINENSE – LEOC

COPA LEOC PRE TEMPORADA 

REGULAMENTO GERAL E TÉCNICO

 

Art.1º – O Campeonato será regido pelo Regulamento Geral das Competições da FCF, Regulamento Técnico, Código Brasileiro de Justiça Desportiva e Código Desportivo da Federação Catarinense de Futebol, ficando as Associações participantes e disputantes deste Campeonato, obrigadas a cumprir as disposições constantes no referido documento, sob pena das sanções previstas na Legislação Esportiva Vigente.

CAPÍTULO I – DA DENOMINAÇÃO E DA PARTICIPAÇÃO

Art.2º – O Campeonato Catarinense COPA LEOC PRE TEMPORADA, terá seu início dia 27 de MAIO de 2017, será disputado pelas seguintes Associações:

 

DIONISIO F.C. – DIONISIO CERQUEIRA

SER JUVENTUDE – LINDOIA DO SUL

FREI BRUNO – JOAÇABA

 

CAPÍTULO II – DA FORMA DE DISPUTA,

AS EQUIPES JOGARAO SISTEMA MATA TATA EM JOGO ÚNICO SEGUINDO A TABELA ABAIXO

EQUIPE A   X   EQUIPE B JOGO
DIONISIO F.C.   X   SER JUVENTUDE SEMI FINAL

 

EQUIPE A   X   EQUIPE B JOGO
FREI BRUNO   X   VENCEDOR SEMI FINAL FINAL

EM CASO DE EMPATE SERA DECIDIDO EM COBRANÇAS DE PENALIDADES CONFORME REGRA OFICIAL CBF.

 

CAPÍTULO III – DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

Art.3º – Todas as equipes em seus Estádios deverão apresentar para cada partida, no mínimo 04(Quatro) Bolas em bom estado de conservação, ao delegado e árbitro do jogo, antes do início da partida.

Art.4º – A responsabilidade pela Equipe de Arbitragem e Escalas será da Federação Catarinense de Futebol, através de seu Representante/Coordenador nomeado Sr. ANGELO RUDIMAR BECHI para a Região Oeste.

 

 

Art.5º – O banco de reservas das equipes será composto por:

  1. No máximo 09(nove) atletas reservas, devidamente uniformizados e inscritos na súmula;
  2. Membros da Comissão Técnica: 01(um) técnico; 01(um) massagista; 01(um) preparador físico; 01 AUXILIAR TECNICO e 01 (um) médico com CRM, todos devidamente relacionados na súmula.

Art.6º – Cada equipe poderá realizar, no máximo, 05(cinco) substituições em cada partida.

Parágrafo Único: A idade mínima para participar das partidas será de 17 (dezesete) anos completos como consta no RGC, independente do numero de atletas.

Art.7 – As equipes deverão apresentar ao Delegado e arbitro do Jogo, antes do início da partida, as carteiras de Identidade Original, Carteira de Motorista com foto, passaporte ou qualquer outro documento de identificação expedido por órgão publico competente, conforme estabelece a legislação civil vigente no Brasil, para terem condições de jogo, juntamente com a relação nominal COM NUMERO CADASTRO  CPF  e numérica das camisas utilizadas por cada atleta. Cada atleta e dirigente deverão apresentar um dos documentos acima relacionados, individualmente e assinar a sumula do jogo. As equipes deverão apresentar ao delegado do jogo, 03(três) relações nominais dos atletas e dirigentes com o respectivo número da camisa do atleta e preenchida de forma legível.

Art.8º – A numeração dos atletas deverá ser de 01 a 99, sendo livre a numeração para os iniciantes.

Art.9º – Quando houver coincidência nas cores dos uniformes, a equipe visitante será obrigada a trocar o uniforme.

CAPÍTULO V – DOS TROFÉUS E TÍTULOS

Art.10º – Ao final da competição recebera premiação o Campeão,

 

DISPOSIÇÕES FINAIS

Art.11º -Fica terminantemente proibido a venda de bebidas que não estejam acondicionadas em vasilhames de plásticos ou papelão, em todas as dependências dos Estádios, nos dias de jogos. A desobediência ao disposto neste parágrafo, implicará à Associação/Clube mandante as penas estabelecidas na legislação desportiva vigente.

Art.12º – Qualquer partida, por motivo de força maior e/ou mau tempo, poderá ser adiada pelo Coordenador Geral do evento até 06 (seis) horas antes de seu início, dando-se ciência da decisão aos representantes das Associações/Clubes, ao grupo de arbitragem e Imprensa Regional. Após este prazo caberá ao arbitro a decisão pelo seu adiamento.

PARAGRAFO ÚNICO – O pedido de adiamento de uma partida por motivo de força maior devera ser solicitado por meio do Presidente da LIGA do local onde a mesma será realizada.

Art.13º – O regulamento geral da competição está constante no Código Desportivo da FCF, ficando as associações disputantes deste campeonato obrigadas a cumprir as disposições contidas no referido documento, sob pena das sanções previstas na Legislação Esportiva Vigente.

Art.14º – Os atletas e dirigentes expulsos de campo ou do banco de reservas, ficarão automaticamente impedidos de participar da partida subseqüente deste campeonato, bem como de permanecerem no banco de reservas.

Art 15º – Todos os atletas e dirigentes expulsos ou citados em relatório disciplinar pelo arbitro da partida, serão analisados e poderão vir a ser julgados pela CD (Comissão Disciplinar) da Liga Esportiva Oeste Catarinense, sendo que em caso de recurso,os mesmos deverão ser encaminhados ao TJD da Federação Catarinense de Futebol.

Art.16º – Fica criada a COORDENAÇÃO REGIONAL OESTE, a ser exercida pela Liga Esportiva Oeste Catarinense, a quem competirá elaborar a tabela da competição, bem como alterar dia, horário e local das partidas constantes na mesma, dentre outras atribuições a serem estabelecidas e acordadas pela Diretoria da Federação Catarinense de Futebol.

Art.17º – A Liga Esportiva Oeste Catarinense expedirá as devidas resoluções para a boa e fiel execução do presente regulamento.

Art.18º – Os casos omissos e as dúvidas na interpretação deste regulamento serão resolvidos pela Liga Esportiva oeste Catarinense, Comissão Disciplinar da referida entidade e pela da Federação Catarinense de Futebol.

 

 

JOAÇABA,SC, 06 de Maio de 2016.

 

 

 

SOCRATES CORDEIRO DOS SANTOS

Coordenador Geral do evento

ANGELO RUDIMAR BECHI

Coordenador de Arbitragem do evento.

 

Comments are closed.